Thursday, 30 de January de 2020 - 10:03h
Em reunião com moradores, Caesa comunica início da ampliação do sistema no Mestre Oscar
Empresa contratada inicia os serviços na segunda-feira, 3, com a visita técnica para a construção de um poço tubular de 8”x 60”m.
Por: Camila Ramos
Foto: Camila Ramos
Moradores reuniram-se no Centro Comunitário do conjunto com o diretor presidente da Companhia, Valdinei Amanajás.

A solução para o suprimento de água para 600 famílias no Conjunto Habitacional Mestre Oscar Santos, na Zona Norte, já começou a se concretizar. A ordem de serviço para a construção de mais um poço no local já foi assinada, e os serviços iniciam na segunda-feira, 3, com a visita técnica da empresa contratada para execução da obra. A obra iniciará no decorrer da mesma semana.

Para comunicar a novidade, o diretor presidente da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), Valdinei Amanajás, visitou o habitacional e reuniu-se com a associação de moradores na quarta-feira, 29. Durante o encontro, foi apresentada a documentação da obra e explicadas as especificações e etapas da construção.

O presidente da Associação dos Moradores do Mestre Oscar Santos, Jordhan Rafael Dias, lembra que desde 2017 a comunidade aguarda esta solução.

“O ponto onde será construído o novo poço é uma das extremidades do habitacional onde hoje a água não chega”, explica Jordhan.

“Estamos felizes e ansiosos, porque lutamos muito para este dia chegar e vamos acompanhar toda a instalação junto com a empresa executora”, declarou o representante da comunidade.

“O novo poço tubular será integrado ao sistema dos outros dois poços já existentes no habitacional, e será muito maior e mais potente. Isso vai resolver o problema de desabastecimento resultado da alta demanda populacional, que teve um aumento grande nesses últimos anos”, explicou o diretor presidente da Caesa.

O gestor explicou, também, que após a ampliação do sistema, as residências serão cadastradas para que comecem a receber as faturas de água.

“Vamos solicitar ao nosso Conselho Administrativo que avalie a adoção da tarifa social para este conjunto, por reconhecer o perfil econômico dos moradores, porém também contamos com a ajuda deles para que cuidem bem da nova estrutura e façam uso consciente da água”, completou Amanajás.

Estrutura

O poço tubular terá 8”x 60”m, com prazo de 30 dias para conclusão. A obra será realizada com recursos próprios da Caesa, e beneficiará aproximadamente 3 mil moradores.

Além deste, outros 9 poços serão construídos em Macapá, Santana e Laranjal do Jari.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

CAESA - Companhia de Água e Esgoto do Amapá
Av. Ernestino Borges, 222. Central - Cep: 68900-000, Macapá/AP - (96) 8801-3947 -
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2020 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá